TRIECONOMIA: Moda

Sonia Delabio, diretora do Grupo Apparence

Se há um setor que teve de aprender a lidar com a competitividade, foi o da moda. Essa é também uma das chaves que regem a economia no mundo. Na recente década, o setor passou por um grande processo de mutação. A antiga fórmula não funciona mais e o cliente, com maior acessibilidade aos veículos de informação, se tornou mais exigente e seletivo em relação a tendências, qualidade e preço. Tudo isso exigiu dos empresários uma recolocação no mercado, mudança de estratégias e soluções. “O principal desafio foi lutar com honestidade e persistência diante de tantas dificuldades econômicas e da competitividade do mercado. Nossa empresa os venceu devido à união familiar, à paixão pelo negócio, à visão de mercado e à velocidade em criar novas estratégias. Preparar sucessores, engajados em suas áreas afins, dentro do círculo familiar, foi a saída para que o nome da empresa e seus objetivos não se perdessem”, destaca a empresária Sonia Delabio. Os maiores investimentos foram na ampliação da empresa, na capacitação de profissionais, em novas marcas, no marketing e na excelência no atendimento, sempre atentos às mudanças do mundo atual, que exigem novas formas de transpor os obstáculos e inovar. “Sempre otimistas, acreditamos que a partir de 2018 haja uma adequação dos produtos ao desejo dos clientes, o que possibilitaria um aquecimento no setor da moda. Será necessário sensibilidade para detectar problemas e solucioná-los com eficácia, estabelecendo estratégias e criando novos cenários para nos destacar nos negócios. Hoje o mercado exige um novo perfil de trabalho, com gestores e equipes cada vez mais capacitados, comprometidos e focados.”

Compartilhar:

Posts Recomendados

Deixe um Comentário