A arte em casa

As obras de arte têm conquistado seu espaço e importância, enriquecendo a decoração de casas e apartamentos residenciais, tornando-
-se uma opção criativa para preencher espaços vazios e com a possibilidade de dar mais personalidade aos espaços ou à própria residência.
Devido às facilidades que as pessoas têm para obter informações, ao grande número de viagens e ao maior intercâmbio entre as culturas,
estamos convivendo com mais intensidade com o mundo da arte. Aliado a esses fatores e ao crescente número de artistas da nova geração, hoje em dia, colecionar arte tem se tornado um hábito cada vez mais frequente. Quando decidimos escolher a arte para um espaço,
pensamos instintivamente em quadros pintados, mas ela é muito mais do que isso. Seja pintura, escultura ou fotografia, existem várias vertentes artísticas que contam uma história e que proporcionam uma nova vida ao seu espaço. São ideias que podem te inspirar a começar a sua própria coleção particular e transformar a sua casa em uma verdadeira galeria de arte. Para se obter um ambiente equilibrado e com bastante personalidade, alguns cuidados devem ser notados na hora de adquirir e instalar as obras. O principal objetivo não deve ser o de
“combinar” com a mobília e sim, acima de tudo, encontrar algo cativante que possa contar uma história, que te traga um significado e
acrescente um valor ao espaço. Os elementos artísticos que escolher devem ter um impacto visualmente agradável e não devem ficar esquecidos como pano de fundo, confundindo-se  com as paredes ou com o restante da decoração.
Para ajudar a destacar suas obras, pode- -se optar por uma iluminação direta, colocada sobre os mesmos, valorizando-as, dando um toque sedutor e dramático. A proporcionalidade também é um fator muito importante e que se deve ter extrema atenção, a fi m de se obter
uma escala ideal.
O fascinante da arte é que ela não esbarra em limites e o seu sentimento é quem norteia sua exploração e uso. Independente do estilo e gênero, ela deve transparecer a sua personalidade e das pessoas que convivem com elas. E quando falamos em arte, falamos em diversidade e nesse imenso universo, estar atualizado e aberto a novos conceitos é imprescindível. Um exemplo disso, é a arte contemporânea que
abre um importante espaço a arte de rua e o grafismo. Da rua para o interior foi “um pulo”. O grafite é hoje um elemento que está
quebrando paradigmas na decoração de interiores e é visto como uma espécie de “tela gigante” que acrescenta a beleza na decoração já existente. Independente do ambiente, seja comercial ou residencial, é uma opção que dá personalidade, vida e valorização ao espaço. O resultado é muito interessante. Paredes com generosos pés direitos, revestidos de materiais mais cool como concreto, tijolo e madeira, recebem bem as pinturas. Quanto mais cores, melhor e a ideia é tão cheia de personalidade que basta uma parede para causar esse impacto tão cheio de vida. Por fim, conviver com mais liberdade e intensidade com a arte nas suas mais variadas formas de expressão é uma grande evolução e privilégio do mundo contemporâneo. Termos em nossa casa a oportunidade de aliar estilo e arte em um só espaço e ter várias pessoas para admirar é uma excelente maneira de partilhar as coisas boas da vida.

Compartilhar:

Posts Recomendados

Deixe um Comentário