O Rio e todos os corações do mundo

Clique aqui para ver o calendário completo dos Jogos Olímpicos.

Começa no dia 5 e termina no dia 21 de agosto. Menos de um mês, o bastante para se mudar a atmosfera do mundo. O mundo que, apesar de tantas guerras, injustiças, degredos e desumanidades, demonstra neste dia o resultado de se unir as nações para a guerra mais civilizada já inventada pelo homem. A única guerra onde quem perde também ganha, a guerra chamada esporte.

Mesmo quem não costuma acompanhar acaba acompanhando. Lembre-se dos momentos memoráveis que viu, pela tela da TV, homens e mulheres chegando ao limite, dando exemplos que servem para a vida toda. Esses são os Jogos Olímpicos, um evento capaz de mudar o eixo da Terra, que sugestivamente tem o formato de uma bola. Mas, agora, é bem diferente. O negócio é na nossa casa, no Brasil, e mesmo aquele mais ranzinza vai acabar se rendendo a torcer e viver cada momento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A disputa é de 42 esportes Olímpicos. Em 19 dias de competição, 306 provas valerão medalhas: 136 femininas, 161 masculinas e nove mistas. Neste momento em que você lê esta reportagem, a Tocha Olímpica já está próxima do Rio de Janeiro, após percorrer cidades do país inteiro, num revezamento ora protocolar, ora recheado de surpresas emocionantes. A Chama Olímpica é um importante símbolo dos Jogos. Representa a paz, a união e a amizade. A tocha, por sua vez, é usada para passar a chama de um condutor para o outro durante o revezamento até o acendimento da pira na cerimônia de abertura. E o grande mistério é sempre quem será a pessoa que vai acender a Pira Olímpica no dia da abertura em 5 de agosto.

Entre os principais atributos de inovação da Tocha Rio 2016 estão os segmentos que se abrem, revelando elementos da brasilidade: diversidade harmônica, energia contagiante e natureza exuberante, como enfatiza o comitê Olímpico Brasileiro no site oficial dos Jogos (rio2016.com). Os eventos serão distribuídos em quatro regiões espalhadas pelo Rio. A maioria será realizada na zona oeste da cidade, na região da Barra da Tijuca. Os locais na área do Parque Olímpico do Rio fazem parte de uma ampliação do Complexo Esportivo Cidade dos Esportes. O maior espaço para os jogos em termos de capacidade é o Estádio do Maracanã, oficialmente conhecido como Estádio Jornalista Mário Filho, que pode abrigar 90 mil espectadores, sendo a sede da cerimônia de abertura e de encerramento do evento, bem como das finais de futebol.

Além disso, quatro locais fora do Rio de Janeiro serão  sede de eventos de futebol eventos: as cidades de Brasília, Belo Horizonte, Salvador e São Paulo. Pela primeira vez na história, as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos de Verão não serão realizadas no mesmo lugar com eventos de atletismo e todos os eventos de ginástica serão na mesma arena. O Parque Olímpico do Rio de Janeiro é um conjunto de instalações no Complexo Esportivo Cidade dos Esportes, que está sendo expandido no bairro da Barra da Tijuca. A construção teve início em 2012.

O complexo inclui nove espaços esportivos na zona oeste do Rio de Janeiro, sendo que sete deles são estruturas permanentes. Após os jogos, a Arena Carioca 3 irá se tornar uma escola de esportes, enquanto os outros seis locais farão parte do Centro Olímpico de Treinamento. Uma parte do Cidade dos Esportes, que foi originalmente construída para sediar os Jogos Pan-Americanos de 2007,será reutilizada, sendo composto pelo Parque Aquático Maria Lenk, Velódromo Olímpico do Rio e a Arena Olímpica do Rio, que foi privatizada e tornou-se a HSBC Arena.

Atletas
Até 17 de abril de 2016, 168 dos 206 Comitês Olímpicos Nacionais garantiram a classificação de pelo menos um atleta aos Jogos. Esse número de delegações participantes já é um recorde mundial.

Brasil e as chances de medalhas

O atletismo é o esporte que dá o maior número de medalhas nos Jogos. Os destaques do Brasil são Fabiana Murer (salto em vara), Marilson dos Santos (maratona e provas de revezamento 4x100m) e Mauro Vinícius da Silva (salto em distância).

A seleção brasileira de futebol nunca ganhou o ouro nas Olimpíadas, e seria uma importante conquista, principalmente, em casa, no Maracanã. Em Londres 2012, a equipe masculina ganhou a medalha de prata. A equipe feminina tem duas pratas: Atenas 2004 e Pequim 2008.

Em Londres 2012, a ginástica artística brasileira ganhou o primeiro ouro com Arthur Zanetti. Outros fortes candidatos são Sérgio Sasaki e Diego Hypólito.

Em 2012, o Brasil ganhou uma medalha de ouro (Sarah Menezes) e três de bronze (Mayra Aguiar, Felipe Kitadai e Rafael Silva) no judô. Outras apostas são Rafaela Silva e Tiago Camilo.

As apostas nas maratonas aquáticas são Poliana Okimoto (ouro na prova Olímpica de 10 km), Ana Marcela Cunha e Allan do Carmo (campeão da Copa do Mundo de 2014).

A natação deu ao Brasil 13 medalhas até os Jogos de 2012. A grande aposta do Brasil era Cesar Cielo, mas, no dia 20 de abril, último dia de provas do Troféu Maria Lenk, ele não conseguiu ficar entre os dois melhores tempos do país nos 50 metros livre.

Robert Scheidt, Martine Grael, Kahena Kunze, Jorge Zarif e Ricardo Winicki são as apostas do Brasil na vela.

A seleção feminina de vôlei de quadra ganhou ouro em Atenas 2004, prata em Pequim 2008 e ouro em Londres 2012.

O Brasil tem 11 medalhas no vôlei de praia, e poderá ganhar mais com Ricardo e Emanuel (ouro em Atenas 2004 e bronze em Pequim 2008) e Juliana e Larissa (bronze em Londres 2012) que estarão com novas parceiras: Larissa e Talita, Juliana e Maria Elisa.

 

A TOCHA OLÍMPICA

O Céu: o ponto mais alto da Tocha Olímpica é representado pelo Sol, que, assim como o brasileiro, brilha e ilumina por onde passa. Sua cor remete ao ouro, símbolo da conquista máxima dos Jogos.

As Montanhas: a beleza natural do Rio, expressa nas curvas verdes de seus morros e vales.

O Mar: ondulações azuis, orgânicas e fluidas representam o mar, tão presente nas paisagens do Brasil e do Rio.

O Chão: nossa terra, que faz parte da nossa história. Representada pelo calçadão de Copacabana, o pedacinho de chão mais famoso do Brasil.

Compartilhar:

Posts Recomendados

Deixe um Comentário