Economia | Lições para um bom líder

Nos nove anos de TRIFATTO, entrevistamos e conhecemos líderes de diferentes áreas – e o aprendizado que tivemos com cada um foi pontual: ser um grande líder requer, acima de tudo, muito trabalho e dedicação. Reunimos 15 lições fundamentais de liderança, direto de quem realmente entende do assunto, para celebrar mais um ano de revista e, quem sabe, incentivar quem está na posição de líder a ser cada dia melhor.

  1. Valorize os funcionários

Liderar uma empresa necessita de muita informação, segundo Leidiliz Guidetti Lima Gatti, presidente do Café Morro Grande. “Acredito que as características fundamentais para liderança, atualmente, se resumem em saber articular equipes e valorizar as pessoas. Costumo dizer que nossos gerentes são patrimônios da empresa”. Ela mesma diz que é uma mulher de poucas palavras, que prefere ouvir a falar; e garante que as atitudes mais importantes para um trabalho bem feito são competência e responsabilidade. “Confio na postura de dar autonomia para que a equipe se envolva com vontade e ideias próprias.”

  1. Respire fundo

Apesar de todo o sucesso, nenhuma empresa está imune a situações problemáticas e crises, mas a experiência de Alexandre Ferrato dos Santos, do Supermercado Delta, o ensinou a lidar com tais momentos. “Primeiramente, respirar fundo é crucial. Não tomar decisões importantes com a cabeça quente pode fazer toda a diferença. É preciso discernimento para entender que, às vezes, o problema não é tão grande quanto ele se apresenta a priori”, alerta. Para levar a empresa sempre para frente, assume que uma palavra que não pode entrar no vocabulário de nenhum líder é comodidade. “Tudo pode ser melhorado, não podemos ficar parados nunca”. Outra dica de ouro para quem deseja o sucesso é ter uma ideia clara de o que quer fazer, aonde quer chegar, e como irá atingir esses objetivos. “Não pode haver o pensamento de que será fácil. Todas as áreas demandam muito hoje em dia, e o sucesso e a plenitude profissional levam tempo para serem atingidos. Ninguém começa do topo”, explica.

  1. Estude mais

Para gerenciar três grandes nomes da comunicação regional, o empresário Lourenço Tayar diz ser fundamenta gostar do que faz. “Mais do que isso, é necessário conhecer a área em que atua. Uma prática que adquiri muito jovem, e mantenho até hoje, é estudar. Trabalho com bastante especialização, bases, pesquisas e segurança. Quando você consegue formar uma equipe boa, você não sente medo, pois sabe que está preparado para o mercado”, fala. Segundo ele, mesmo quando passa por momentos inesperados, se sente seguro pois confia em sua equipe. “Quando se tem um bom time, a tendência é superar as situações complicadas, e estamos sempre preparados para isso”, completa.

  1. Foco na sintonia

Para Mário Rodolfo Novello, presidente da Candura, um dos maiores desafios da liderança é exatamente fazer com que as pessoas que integram sua equipe estejam em sintonia com os líderes e com os objetivos da empresa. “Este não é um privilegio de uma ou de outra empresa, são raras as empresas que conseguem fazer seus colaboradores e até mesmo dirigentes terem total sinergia. No entanto, cabe a nós, que estamos à frente, focarmos em ações práticas que façam com que problemas como estes não deixem afetar os negócios como um todo”, explica. Tolerância, coerência, e aprender a respeitar os limites de todos, inclusive os seus, são as características fundamentais de um líder segundo Mário. “Também temos nossos limites. Muitas pessoas que estão em cargos de liderança acham que não possuem limites e isso faz com que se transformem nos ‘todo poderosos’, ‘imbatíveis’, ‘ intocáveis’, fazendo muito mal a todos que estão a sua volta”, alerta. Para ele, o líder que demonstra humildade em seu dia a dia tem maior reconhecimento de seus liderados, pois aí impera a confiança e, consequentemente, a liderança. “O líder não precisa ser o chefe.”

  1. Seja mais curioso

Curiosidade é uma das principais características de Cacilda Panfilio Almeida, da Kacyumara. “Não gosto de ter dúvida, de ficar com as coisas na cabeça. Vou até descobrir, ou melhor, fazer. Todo empreendedor de verdade pensa primeiro em trabalhar, em atender necessidades. Nunca fiquei pensando em dinheiro! Hoje as pessoas pensam demais e fazem de menos.”

  1. Saiba ouvir

Simplicidade e pragmatismo são pontos fortes de Gabriel Ferrato, que acredita que saber ouvir é uma das competências mais importantes para liderar equipes e obter resultados. “Sei ouvir, ouço muito. Quero aproveitar o que cada pessoa tem de melhor. As pessoas têm ideias, propostas. Quero saber o que elas estão sentindo. Se você tem clareza disso, estabelece suas prioridades com mais facilidade Durante a campanha, fiz mais reuniões que corpo-a-corpo. Descobri que não havíamos pensado em muitas das aflições da população.”

  1. Vá devagar

Se houve, em algum momento, uma estratégia na carreira de Roberto Dedini, foi ir devagar, assumir riscos calculados e dar passos no comprimento exato das suas pernas. Um exemplo? O terreno onde sua empresa está instalada hoje foi comprado em 1978. A construção começou somente em 2008. “Podemos até compartilhar nossos pensamentos, visões e sonhos, mas quem realiza são as pessoas. Posso sonhar o que quiser, mas para realizar preciso de muita gente. Delego bastante, mas não divido responsabilidades, considero a parceria um dos pilares do sucesso de qualquer negócio.”

  1. Gestão de tempo

Ronaldo Gomes Oliveira, diretor da Rodomeu, investe em gerir seu tempo com qualidade. “Consigo fazer muitas coisas ao mesmo tempo, embora estando no conselho da empresa ainda continuo com outras atividades no dia a dia. Mantenho a minha mente trabalhando perfeitamente, assim meu corpo também trabalha.”

  1. Equipe afiada

Para Ana Teresa Hansted, da TH Bike, investir nas pessoas é uma estratégia fundamental para o sucesso de qualquer negócio. “São elas que realmente dão vida a uma empresa. A energia estará sempre se renovando! Procuro sempre fortalecê-la com a prática real dos valores estabelecidos pela empresa. Penso que a nossa equipe é o ‘espelho’ do nosso negócio.”

  1. Abra os olhos para as oportunidades

Para Larissa Koelle, diretora da Cultura Inglesa de Piracicaba, não existe técnica melhor para atingir o sucesso do que trabalhar. Simples assim. Mesmo em períodos nos quais fatores como a economia do país não são favoráveis ao crescimento, a oportunidade para se destacar existe. “O pessimista vê um problema em cada oportunidade; o otimista vê uma oportunidade em cada problema. É assim que eu encaro a tão temida ‘crise’: é essencial trabalhar melhor, atender melhor, dar uma aula melhor – não adianta fazer o mesmo de sempre e achar que está suficiente.”

  1. Esteja sempre atento

Para Helena de F. Baptistella de Nápoli, da Proderma, a liderança deve estar de mãos dadas com o conhecimento e a informação. A busca pelo aprendizado deve ser constante e sem interrupções. Ela conta que essa sede por sabedoria é algo do que não consegue desligar. “Mesmo quando estou focada em outra coisa, se me deparo com algo que, de alguma forma, se encaixa no meu trabalho, vou absorver. Sempre fui assim e acho que vou levar isso comigo para o resto da vida. A todo o momento estou interessada em saber algo novo, seja relacionado diretamente ao setor farmacêutico, ou algo mais direcionado para a administração de empresas, ou gestão de pessoas… Se pode me ajudar de alguma forma, vou consumir a informação com prazer.”

  1. Confie em si mesmo

Na opinião de Sonia Delabio, do Grupo Apparence, o verdadeiro líder deve confiar em si próprio. “Sem confiança em quem você é, e em o que você faz, não é possível liderar. Se capacitar também é elementar. Os bons empreendedores vão em busca de excelentes profissionais, pois é impossível ter uma grande empresa sem uma grande equipe, insisto em despertar neles o melhor, até espremo demais (rs) por acreditar no potencial de cada um. Gosto que invistam em si próprios, ‘empurro-os’ para se desenvolverem, além de profissionalmente, pessoalmente.”

  1. Saiba cobrar

A cobrança, claro, tem presença acentuada na posição de líder. Angelo Frias Neto se considera um líder extremamente exigente, tanto com sua equipe quanto consigo mesmo. “Não me acomodo com as situações, e me cobro muito. Estou sempre em busca de um melhor desenvolvimento, quero formar pessoas, preparar profissionais competentes.”

  1. O papel da motivação

Um dos fatores mais importantes quando o assunto é colaboradores é a motivação. Vera Gadotti, da Tratorag, explica que tal fator é algo pessoal e depende de diversos coeficientes, mas acredita ser fundamental a tentativa de ser justa com cada colaborador em suas necessidades e obrigações dentro da empresa. “No plano corporativo e organizacional, temos criado projetos internos de retenção de talentos, nos quais se avaliam o desempenho de cada funcionário e suas principais competências. Através disso, é realizado um plano anual individual de crescimento e capacitação pela gerência direta de cada departamento.”

  1. Desenvolva pessoas

Para Thiago Salgado, CEO da Sanavita, ter um plano de desenvolvimento para as pessoas é imprescindível. “Todos se sentem muito motivados quando crescem, quando aumentam seu conhecimento. Cursos, treinamentos, viagens, entre outras coisas, ajudam as pessoas a ficar motivadas.”

Compartilhar:

Posts Recomendados

Deixe um Comentário